fbpx
Saiba como evitar a perda de arquivos – e recuperar os que já perdeu
Curiosidades

Saiba como evitar a perda de arquivos – e recuperar os que já perdeu

25 fev, 2021 por Autor Convidado

Um pesadelo frequente de quem trabalha com documentos importantes no computador – ou seja, quase todos nós, em especial durante o regime de home office – é a perda dos arquivos. Seja por um vírus como os ransomwares, uma cópia corrompida ou até quando excluímos acidentalmente a pasta errada. 

A boa notícia é que atualmente podemos contar com diversas tecnologias para proteger a integridade dos arquivos, evitar perda de dados, e até mesmo recuperar aqueles arquivos que já pareciam impossíveis de achar novamente. Se ficou interessado, acompanhe nosso artigo que possui dicas que podem servir desde o freelancer até o funcionário de uma grande empresa.

Protegendo arquivos em segurança

Evite a perda de arquivos, mantenha arquivos em segurança e recupere arquivos perdidos.
Foto de Azamat Esenaliev no Pexels

Como sempre é melhor prevenir que remediar, antes de aprender a recuperar arquivos perdidos precisamos garantir que a chance disso acontecer é baixa em nossos computadores. Por isso, algumas etapas são importantes.

Evitando ransomware e malware

Os ataques por ransomware receberam destaque em 2020 pois, durante a pandemia, se tornaram muito mais frequentes principalmente em países da américa latina, como o Brasil. O ransomware é o vírus que rouba nossos dados como “reféns” e pede uma quantia exorbitante como resgate. Sem a chave criada pelo hacker, é impossível acessar o conteúdo.

Esse tipo de ataque pode ser evitado com algumas medidas de segurança digital: uma VPN brasileira para blindar a conexão com a internet, uma senha forte na rede Wi-Fi, e um pacote antivírus como o Windows Defender para computadores com Windows 10 e o Malwarebytes para usuários do Mac. 

Sincronização e backup

Se você armazena seus documentos diretamente na área de trabalho do computador, e compartilha com outras pessoas usando anexos no email, você não está sozinho. O problema é que essas práticas deixam nossos documentos extremamente vulneráveis já que protocolos como email não foram feitos para compartilhamento seguro, e arquivos soltos no computador sem cópias automáticas podem ser facilmente perdidos.

A solução mais rápida para esses problemas é o uso de uma plataforma de armazenamento em nuvem. Programas como o OneDrive, Google Drive e Dropbox possuem planos gratuitos e pagos, e permitem que os arquivos sejam armazenados e sincronizados em qualquer lugar de forma segura e automática. Além disso, com a nuvem, é possível rapidamente compartilhar qualquer documento e até mesmo editar simultaneamente, sem risco de vazamento de informações ou erros de sincronização. 

Por fim, se você pretende fazer cópias de segurança em pendrives ou discos externos, é importante garantir que as informações não possam ser acessadas por qualquer um em caso de furto ou perda. Nesse caso, basta ativar as opções de criptografia do sistema, como é o caso do recurso BitLocker no Windows ou APFS no Mac. Com isso, ninguém poderá ler os dados sem sua autorização. Também é possível utilizar programas como o VeraCrypt para proteger arquivos específicos, camuflados no meio de outros arquivos menos importantes. 

Recuperando dados perdidos

Se você está lendo esse material porque acabou de perder um documento importante, não é preciso entrar em pânico! Com algumas instruções, a possibilidade de recuperação dos arquivos é alta. Antes de mais nada, é importante minimizar ao máximo a criação de novos arquivos no computador – na verdade, o ideal é utilizar o mínimo possível.

Isso acontece porque quando os dados são escritos no disco rígido do computador, a informação é atribuída a espaços denominados “setores”. Quando um arquivo é apagado, os dados contidos no setor não são imediatamente deletados. Na verdade, o computador apenas marca que aquele setor está disponível para ser escrito novamente, e novos dados podem reescrever o conteúdo. Assim, se deletamos um arquivo, mas ainda não deu tempo de outra informação ser escrita por cima, temos uma janela que permite a recuperação de arquivos. 

Diversas ferramentas existem para realizar a recuperação, mas atualmente, a melhor é a alternativa criada pela própria Microsoft: o Windows File Recovery. O aplicativo pode ser encontrado na loja Windows Store gratuitamente, e funciona em qualquer computador ou tablet com Windows 10. 

Uma vez que o programa esteja instalado, precisaremos abrir o Prompt de Comando do Windows e digitar os comandos para recuperação dos documentos, um tutorial de como usar o Windows File Recovery pode ser útil nessa situação. 

O programa oferece alguns modos distintos de operação, que podem ser melhores ou piores dependendo de cada caso:

Modos Signature, Default e Segment. Para arquivos apagados no mesmo dia, e no mesmo disco onde o Windows está instalado, a melhor opção é o Default. Se estiver utilizando um HD externo em NTFS, ou o arquivo foi apagado faz tempo ou formatado, use o modo Segment. E finalmente, se o documento estava em um pendrive, cartão de memória ou discos em FAT32 e exFAT, use o modo Signature. 

Agora você já sabe como evitar a dor de cabeça de perder seus documentos mais importantes, e também pode recuperar as informações caso já tenha perdido. E ainda dentro do tema de segurança digital, confira as vantagens e desvantagens dos bancos digitais

Tem um projeto?

De tudo que podemos desenvolver, o mais importante é o potencial do seu negócio.

Conte-nos sobre seu projeto